30/10/2015 - Por Equipe NAQ • Projetos

Ex.troll.gênero – estréia de uma peça interativa

Ex.troll.gênio, terceira peça-game da autora e diretora Vida Oliveira, criadora de #perfil e in.com.patíveis, nasceu a partir de inquietações relacionadas à feminilidade dentro dos ambientes online, principalmente no acesso e no uso das redes sociais. Este é um projeto que respira o novo e vai além do teatro: é transmidiático, possui um canal de vídeos, página ativa no Facebook e […]

29/10/2015 - Por Isabela Taccolini • Referências

4 youtubers brasileiras para conhecer! (e algumas americanas)

Ultimamente, várias amigas e conhecidas começaram seus vídeos no youtube – acho que o sonho de muita gente é ser youtuber (pelo menos, é para nós que administramos o NAQ), mas, enquanto não encontramos tempo e disposição para tentar, podemos admirar que está pondo a mão na massa! Essa lista não é muito extensa porque tive muita dificuldade de encontrar sugestões!! […]

27/10/2015 - Por Isabela Taccolini • Projetos

Vamos juntas? – Ajude na expansão do projeto!

O Vamos Juntas? é um projeto que surgiu esse ano com a ideia de unir mulheres para que nós não tenhamos tanto medo e insegurança quando temos que nos locomover pela cidade. Na página de Facebook do projeto, as meninas descrevem a ideia da seguinte maneira: “Na próxima vez que estiver em uma situação de risco, observe: do seu lado pode estar […]

19/10/2015 - Por Isabela Taccolini • Reflexões

O mito da “Mulher Negra Raivosa”

Vocês já passaram por uma situação em que um homem ficava falando coisas que você não gosta, te provocando, tentando tirar uma reação porque “gosta de irritar”? Como se a sua raiva fosse algo engraçado, divertido, bobo, algo sem razão? Enquanto um homem raivoso é algo a ser temido e respeitado, enquanto as mulheres, quando se irritam, se provam como “criaturas […]

01/10/2015 - Por Equipe NAQ • O que você tem para falar?

Ah, por quê?

Segue relato anônimo de uma seguidora do site. Avisos para relato de abuso e assédio.    Eu tinha 15 anos em 2007 e era uma adolescente um pouco rebelde, bebia, fumava cigarros, mentia para a minha mãe. Coisas que todos nós já fizemos com essa idade, ainda mais tendo uma família um tanto complicada, com históricos de depressão e ansiedade. […]