Sem beijo, sem abraço, sem respeito

Relato anônimo de uma das seguidoras da página – aviso para menções de estupro. Eu tinha 16 anos e havia mudado de escola no último ano do colegial, o primeiro grupo que me deu atenção foi um grupo de garotos que sentavam no fundo sala, me enturmei com todos e um em especial me chamou a atenção. Ele fazia desenhos […]

Segredos das Minas

Falar publicamente sobre os segredos dos presentes é discutir o que se espera sobre a mulher brasileira, revelando opressões que já se naturalizaram no cotidiano. Já questioná-los, é ajudar as mulheres a serem mais livres e terem mais espaço para serem elas mesmas. O canal GNT e a empresa Inesplorato criaram um estudo incrível sobre Segredos – que você pode acompanhar […]

Puro mel do asco

Quando eu sonho com histórias detalhadas, por mais surreais que os enredos sejam, eu acordo com uma sensação de flutuar, assim que lembro da história. Pra mim, este é o click de que só foi um sonho.   Eu estava no ônibus, indo pro segundo tempo, ou seja, saindo de um trabalho e indo para o outro. Entrei no ônibus […]

Um longo silêncio

Segue relato de uma das seguidoras da página, que pediu para ser anônima. Aviso para estupro e pedofilia! Aconteceu quanto eu tinha 13 anos, com um tio. Sempre tive o corpo muito desenvolvido, desde criança já aparentava mais idade. Com 10 anos já tinha sinais de seios, aos 13 meu nº de sutiã era 38. Eu nunca tinha percebido nenhum […]

24/02/2014 - Por O que você tem para falar?

Pelo direito da dignidade

Esse “O que você tem pra falar” é uma contribuição da Daniela Andrade, uma das maiores ativistas pelas causas LGBTs no país. Mais uma vez, gostaríamos de agradecer por compartilhar conosco fatos tão importantes de sua vida e por continuar dando voz a um movimento que passa por tantos obstáculos em nossa sociedade! “Esse mês o estado brasileiro resolveu me […]

24/02/2014 - Por O que você tem para falar?

Meu Super Herói

Poema enviado por uma das seguidoras da página. Aviso para menções de estupro e pedofilia. Os dois primeiros versos do refrão são parafraseados da música Meu Super Herói do grupo Inquérito. _ Quando eu me lembro ainda dói Parece que eu escuto sua voz Que tipo de pai não é da filha o herói? A minha nascente se converteu em […]

<...34567