Minha dor não parou

TW [Estupro e pedofilia]   Quando eu tinha 5 anos de idade, tinha muito medo de escuro. Sempre pedia para dormir com meus pais. Uma noite, meus pais estavam muito cansados e não me deixaram dormir com eles. Fiquei assistindo desenho animado. Até que meu irmão chegou na porta do meu quarto e disse: “se tu ainda tá com medo, pode vir dormir comigo”. Eu fui até lá e me deitei. Depois de alguns minutos, eu percebi que ele estava passando a mão nas minhas partes íntimas. Pedi para que ele parasse, mas ele não parou. Ele começou a descer a minha cabeça e me fez chupar ele. Depois disso, eu parei de ir ao quarto dele. Hoje em dia, eu tenho 13 anos. Eu estava sozinha em casa, minha avó já tinha ido embora e eu não sabia que ele [meu irmão] chegaria em casa cedo, então não estava esperando ninguém. Até que eu ouvi o barulho da porta da cozinha se abrindo e fui olhar quem era. Ele entrou e percebi que ele estava muito irritado, pois tinha brigado com a namorada dele momentos antes. E então ele me puxou pelo pulso e me fez subir as escadas. Me pegou no colo e me jogou na cama dele. Eu gritei para que ele parasse, que ele estava me machucando. Ele só riu e disse: “hoje tu vai me fazer esquecer ela, vai fazer a minha dor parar”. Ele me segurou pelo pescoço e colocou um pano na minha boca pra abafar os gritos. Ele tirou as minhas calças e começou a tirar as dele. Eu chutei a perna dele e ele caiu do meu lado. Eu saí correndo e me tranquei no meu quarto, procurando meu celular. Liguei para minha avó e pedi para que ela me levasse para a casa dela. Até hoje eu não falo com ele, não olho para a cara dele. E até hoje não tenho coragem de denunciar.

Tags:, ,

Comentários