25/04/2018 - Por Referências

8 séries de comédia que abordam temas sociais importantes

Algumas semanas atrás perguntamos para nossxs seguidorxs no Instagram quais séries de comédia disponíveis na Netflix elxs mais gostavam. Para facilitar a vida de todos e fazer uma lista de séries legais, felizes, mas também com críticas e reflexões sobre temas “polêmicos” e “desconfortáveis”, compilamos as dicas que recebemos aqui (de nada).

 

The Good Place

É difícil falar de The Good Place sem dar muitos spoilers. É uma série incrível com um humor muito inteligente. Depois de morrer, a personagem Eleanor vai para o “paraíso”, o lugar onde as pessoas que foram boas durante a vida vão quando morrem. Mas um detalhe importante, tirando o nome dela, tudo que falam sobre as ações dela na terra não é verdade. Eleanor não foi uma pessoa boa durante a sua vida e começa a fingir ser uma pessoa diferente para não ser enviada para o “inferno”.

A série brinca com as teorias do que acontece após a morte sem mencionar nenhuma religião específica. Com um humor certeiro e nonsense que além de divertir, faz refletir sobre temas como a morte, a vida, ética, o que é ser bom ou ruim e quais os critérios para uma pessoa viver no paraíso ou ser condenada a uma eternidade de sofrimento.

 

Master of None

A série aborda vários temas sociais de uma maneira engraçada e consciente. Master of None conta a história de Dev, um ator de 30 e poucos anos que faz parte de uma família indiana com tradição muçulmana e que ainda não chegou no momento da carreira que gostaria de estar. Cada episódio foca em um tema de relevância social como racismo, imigração, velhice, homossexualidade, etc.

 

One Day at a Time

Não tem como passar um episódio dessa série sem pensar “queria tanto fazer parte dessa família”. A série conta a história de uma família de origem cubana que vive nos Estados Unidos e aborda temas como feminismo, homossexualidade, imigração e racismo de maneira muito didática, leve e descontraída. É uma série para assistir com a sua família, avó, cachorro e papagaio e que vai mostrar para todos eles de um jeito bem simples como muitos preconceitos estão enraizados no nosso dia a dia.

 

Crazy Ex-Girlfriend

É a série que estou assistindo (e amando) atualmente. É uma comédia romântica realista, que mostra “gente como a gente”, com problemas, desilusões e episódios de loucurinhas. Praticamente todos os personagens acreditam que o amor vai resolver todos os problemas da vida e ao longo do caminho percebem que as coisas não são assim. Além de ser uma série musical meio nonsense com cenas cantadas e dançadas sobre assuntos triviais como a visita da mãe na casa nova, por exemplo.

A série conta a história de Rebecca, uma mulher da cidade grande formada em Yale e Harvard, com um emprego excelente no melhor escritório de advocacia de Nova York. Rebecca também sofre com alguns transtornos psicológicos e do nada decide se mudar para uma cidade chamada West Covina, na Califórnia, para ir atrás do seu amor de adolescência da esperança que seus problemas serão resolvidos.

Os momentos de maior humor da série são também os mais constrangedores e que mais afetam negativamente os personagens, o que mostra que a vida nunca é como gostaríamos que fosse e que depositar no amor todas as esperanças para uma vida melhor não é a coisa mais saudável para se fazer.

 

Anne with na E

Não tem como não achar essa série encantadora! É linda de assistir, o cenário é bonito, as discussões são bonitas, os relacionamentos entre os personagens principais são bonitos. A série é inspirada no livro Anne of Green Gables, lançado em 1908 e escrito pela Lucy Maud Montgomery. A trama conta a história de Anne, uma órfã que foi enviada por engano para a casa de um casal de irmãos que estavam querendo adotar um menino para ajudar na fazenda. A série não é bem uma comédia, mas tem alguns momentos engraçados. Anne é uma menina extremamente sonhadora e que questiona tudo que é dado como certo. Ao longo dos episódios podemos ver os dilemas que ela enfrenta como pré-adolescente e temas como o movimento sufragista e os tabus da menstruação são abordados de maneira delicada e certeira.

 

Brooklyn Nine-Nine

Uma das minhas séries preferidas! Mostra como fazer humor de um jeito extremamente divertido, sem ofender ninguém e ainda levantar discussões sociais como feminismo, racismo e homofobia. A série conta a história de uma delegacia do Brooklyn que é chefiada por um comandante negro e gay. As três personagens femininas principais são maravilhosas e é uma série muito, muito, muito engraçada e inteligente!

 

Jane the Virgin

Mais uma série que está no meu coração. <3 Super feminista, conta a história de uma família latina que vive nos Estados Unidos. É maravilhoso ver como as três gerações (avó, mãe e filha) vivendo juntas sob o mesmo teto são absolutamente fortes e independentes. A história é engraçada e meio nonsense já que a trama toda acontece em torno do fato de que Jane é uma mulher adulta virgem que pela influência da sua avó católica, decidiu esperar até o casamento, mas mesmo assim engravida por conta de uma inseminação artificial feita por engano. Fala sobre temas extremamente importantes como a realidade dos latinos nos Estados Unidos, aborto e empoderamento feminino.

 

Unbreakable Kimmy Schmidt

Uma das primeiras séries de comédia que assisti na Netflix e também uma das primeiras séries que vi fazendo piada com o opressor e não com o oprimido. Conta a história de Kimmy, uma mulher que foi sequestrada junto com mais três mulheres por um fanático religioso e viveram durante 15 anos excluídas do mundo real. Série super divertida que vale muito a pena assistir!

Tags:, , , ,

Comentários