25/03/2015 - Por Referências

Testes Feministas para Filmes

Quem me conhece, sabe que televisão e filmes (principalmente o primeiro) são as verdadeiras paixões da minha vida. E todo mundo sabe como, no mundo machista de hoje, é complicado ir atrás de entretenimento sem esbarrar em estereótipos ou preconceitos. Por isso algumas boas almas criaram certos testes para verificar se aquele pedaço de cultura atende os mínimos requisitos no que se refere a tratar as mulheres de maneira decente. Eles não medem se o filme ou série são bons, claro, mas te ajudam a ter uma noção do nível de representação.

Aqui, eu separei os meus favoritos para vocês!

 

1) O Teste Bechdel

De longe o mais famoso dos testes, ele foi criado pela cartunista Alison Bechdel – uma das suas personagens fala do teste, então desconhecido, no quadrinho Dykes to Watch Out For. O teste foi creditado a sua amiga, Liz Wallace, que por sua vez diz ter se inspirado em um texto de Virgínia Wolf. Ele segue três premissas básicas.

Dykes_to_Watch_Out_For_(Bechdel_test_origin)

1 – A história tem mais de uma mulher?

2 – Essas mulheres conversam entre si?

3 – Sobre algo que não é um homem?

(“Meio rígido, mas uma boa ideia”, diz uma das personagens, no último quadrinho. “Pois é, o último filme que eu assiti foi Alien”, responde a outra).

Se a resposta das três perguntas for sim, parabéns, a história passou! Parece incrível imaginar, mas muitos filmes falham já na primeira premissa. É o chamado Efeito Smurfette, no qual um time inteiro de pessoas só tem uma mulher – como somos 50% da população, me parece no mínimo absurdo imaginar que a grande maioria dos filmes opta por nos ignorar dessa maneira. Aqui você pode ver uma lista de filmes julgados a partir do teste.

PS: esse teste também tem sido usado para medir a diversidade racial de uma história! É a mesma ideia, mas ela deve ter duas pessoas não-brancas, que conversem entre si sobre algo que não seja uma pessoa branca.

 

2) O teste Ellen Willis

Embora esse teste tenha se originado no universo da música, ele está cada vez mais utilizado em outras mídias. A ideia básica é simplesmente inverter os gêneros da história – ela ainda faz sentido? Se o papel da mulher estiver baseado em estereótipos de gênero, provavelmente não.

 

3) O teste da Lâmpada Sexy

Olha, soa estranho, mas acompanhe a ideia – você poderia trocar aquela personagem feminina por uma lâmpada sexy? A história seguiria normalmente? Sei o que você está pensando, que exagero. Mas, vamos lá, pense naquelas meninas genéricas de filmes de ação, que gritam e são salvas pelo herói e depois esquecidas no resto do filme. Realmente faria diferença se ela fosse uma lâmpada sexy? Não é coincidência que a criadora desse teste é uma escritora de quadrinhos.

 

4) O teste Mako Mori

Esse teste foi criado baseado na personagem Mako Mori, do filme Pacific Rim (traduzido para Círculo de Fogo no Brasil). O filme gerou uma base de fãs enormes em cantos da internet, embora tenha recebido muitas críticas porque – veja só – não passa no teste Bechdel. Mas é aí que se percebe as limitações desse primeiro teste – duas mulheres, que aparecem em cena por dois segundos, e conversam sobre chocolate, passam no teste, mas uma personagem interessante, completa, que não se baseia em estereótipos raciais e tem um arco completo, como Mako Mori, é deixada de lado por não dividir cena com outras mulheres (que é um problema, veja bem, mas não torna a personagem menos maravilhosa).

É por isso que muitas pessoas passaram a considerar que o teste Bechdel deveria vir acompanhado de outros para se ter uma percepção completa – no caso, o teste Mako Mori. Ele define que 1) a história tem pelo menos uma personagem feminina 2) que tem o seu próprio arco narrativo e 3) que não funciona como suporte para a história de um homem.

Num mundo ideal, um filme deve passar em todos esses testes, mas infelizmente ainda não chegamos lá.

PS: Fica notado, porém, que Pacific Rim passa no teste Bechdel racial, que eu comentei lá em cima.

 

Existem outros testes rolando pela internet, mas esses são os meus favoritos, e os que eu costumo utilizar antes de me jogar numa nova série! Para quem quiser algumas referências, algumas séries que passam nos testes, e que eu amei/estou amando assistir: Gilmore Girls, The 100, How to Get Away With Murder, Buffy the Vampire Slayer, My Mad Fat Diary (creio eu, nunca assiti, mas está na lista), Orange is the new Black, Orphan Black. Tem muitas outras, mas essas são minhas favoritas <3

Tags:, ,

Comentários