Cavaleirismo ou cavalheirismo?

cavalheiro

Entre um e outro, eu escolho o que significa o ato de andar a cavalo (bem mais divertido, apesar de me dar bastante medo).

Desde criança, através da mídia e da convivência diária na sociedade, a gente aprende que cavalheirismo é aquela coisa linda, extremamente romântica: o homem que abre a porta do carro pra você entrar nos lugares, que segura sua cadeira pra você sentar, que te oferece lugar, tira as coisas pesadas (e nem tão pesadas assim) da sua mão, deixa você entrar antes dele nos ambientes (“primeiro as damas”), enfim, aquela imagem que você enxerga naqueles filtros rosinhas, cheios de luzes brilhando, como se a mulher e o homem estivessem ambientados no século passado, igual novela de época da Globo.

Mas qual é a motivação pra um homem fazer tudo isso pra mim? Porque eu sou mulher. Sim, só por isso. Você já parou pra pensar sobre? É como se nós, mulheres, não pudéssemos abrir portas, segurar nossa própria cadeira, ficar em pé, carregar coisas pesadas ou nem tão pesadas assim, entrar um segundo depois no lugar e toda outra ação que os homens nos tiram por fazerem no nosso lugar. E o pior é que, no mundo dos homens, cavalheirismo é igual a educação, como se o homem fosse melhor, mais bem educado, porque foi cavalheiro comigo.

Mas: o cavalheirismo só é bonito em filmes e novelas, na ficção, pois na realidade ele apenas reafirma a submissão e a incapacidade das mulheres de realizarem trabalhos (ainda que simples), como se nós devêssemos estar sempre lindas, madames, impecáveis, com as unhas feitas e o salto no pé (não estou dizendo que as mulheres não podem estar assim, e sim que elas não são obrigadas). Aliás, o cavalheirismo também não é para qualquer mulher: no pensamento de algum homem, ele será mais cavalheiro com uma mulher que ele julga bonita do que com uma que julga feia, pois a última será menos merecedora de sua atenção.

Se cavalheirismo fosse bom, ele seria feito com todas as mulheres – e também com todos os homens. Na verdade, só seria chamado de gentileza.

error

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *