machismo_eleicoes

29/10/2014 - Por Gabriela Filippo • Reflexões

O machismo nas eleições

O machismo está presente em todas as esferas sociais que frequentamos diariamente: na faculdade, na escola, nas ruas, na família, na religião, etc. E por ser um sistema universal, não seria na política que ele deixaria de existir. Essas eleições mostraram bem isso, seja em meio aos políticos ou no machismo vindo dos cidadãos – ele esteve presente nesse mês […]

protesto

27/10/2014 - Por Equipe NAQ • O que você tem para falar?

Meu pai vota Aécio

Segue relato anônimo de uma das seguidoras da página. Aviso para violência doméstica. Meu pai vota Aécio. Eu tenho dezesseis anos, moro com meus pais. Estudo em escola pública com ensino precário. Moramos em uma casa precária também. Fui vítima de um relacionamento abusivo durante um ano. Agressões, coação, manipulação óbvia, humilhação, ameaças. Medo. Forçada a fazer sexo quando não […]

politicos2

06/10/2014 - Por Isabela Taccolini • Reflexões

A esperança de uma minoria

Meu aniversário de 16 anos foi uma data especial para mim, mal podia esperar – todos os meus amigos eram mais velhos que eu e já tinham a idade, que, por motivos que nem sei explicar, parecia muito mais adulta do que os meus 15 anos. Para mim, parecia simbolizar uma era de independência, um novo momento na minha vida. […]

presidenciaveis

02/10/2014 - Por Cacheando em Salvador • Reflexões

As presidenciáveis

Estamos em ano eleitoral, temos três mulheres presidenciáveis e o número de imagens com “”piadas”” sobre o padrão estético destas é incontável. E enquanto feministas precisamos falar sobre isso. Quando pensamos que vivemos em uma sociedade que dentre outras coisas ruins é patriarcal, machista e misógina, fica óbvio que tradicionalmente os cargos de poder “pertencem” aos homens. Naturalmente que, quando […]

manualdescomplicado

17/09/2014 - Por Isabela Taccolini • Referências

Manual Descomplicado das Eleições Feministas

Para começar, quero deixar bem claro o quanto acho importante participar das eleições. Assim que fiz 16 anos estava lá, pronta para pegar meu título e começar a votar o quanto antes. Mas, mesmo sabendo o quão importante era participar das eleições e votar de maneira consciente, por muito tempo usei a regra suprema dos brasileiros: vote no menos pior. […]